TecBan

Tecnologia Bancária

Soluções financeiras

Rede independente de auto atendimento

Compartilhar valor

Economia compartilhada

Rede Interligada

Open banking

Transação bancária

Compartilhamento de redes

Espaço Multibanco

Bancos

Fintechs

Startups

Varejo

Instituições de pagamento

Instituições financeiras

Bancos digitais

Bancos sociais

ATM
Caixa eletrônico
Blockchain
Pagamento instantâneo
Transação instantânea
Saque digital
Transporte de valores
Telecom
Interbancário Blockchain
TBNet
TBForte
Mídia Banco24Horas
ATMManager
HubDigital
Mais Varejo Banco24Horas
TecBan serviços integrados
Banco24Horas
4 saques grátis
Serviços financeiros
Logo Linkedin Logo TecBan menu
Logo TecBan menu
Fachada TecBan
TecBan
37 anos criando, transportando e compartilhando valor.

CADE cobra gigantes do Transporte de Valores sobre ‘aumento de preços’

access_time

27 de setembro 2019

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica enviou à Prosegur, Brink’s e Protege, detentoras de 80% do transporte de valores, um ofício pedindo esclarecimentos sobre "aumento de preços" no setor.

"Ao dispor dos dados requisitados às três gigantes, o CADE poderá abrir uma caixa de pandora e passar a limpo o transporte de valores no Brasil", diz Del Chiaro, advogado da TecBan.

Nos próximos dias, a TecBan levará mais documentos ao CADE que demonstrarão a existência de poder coordenado, os prejuízos causados à TBForte, ao setor e à sociedade e todas as consequências e danos impostos pelas práticas coordenadas.

Mero Procedimento

Del Chiaro reforça "A Fenaval, Federação Nacional de Transporte de Valores, em mais um abusivo exercício de prática coordenada, ingressou no CADE uma denúncia contra o grupo TecBan novamente tentando dificultar sua legítima atuação no mercado.

Tudo que a Fenaval conseguiu foi um mero recebimento protocolar. Se existissem indícios, o CADE instauraria um processo administrativo, o que não o fez. Ao contrário, está apurando a concentração das três gigantes com a Fenaval."

Clique aqui para ler a matéria na íntegra